x

A paralisação do transporte público em São Luís acontecerá entre as 15 e 18 horas desta quinta-feira (22). O movimento integra uma grande mobilização nacional, coordenada pelas Centrais Sindicais (CUT, Força Sindical, UGT, CTB, CSB, NCST, CSP-Conlutas), que ocorrerá em todas as capitais brasileiras e que tem o objetivo de defender e lutar pela ampliação dos direitos sociais e trabalhistas.

As reivindicações partem de propostas do atual Governo Federal como a reforma da Previdência Social e a possibilidade de mudanças nas Leis Trabalhistas, que poderão refletir em prejuízos aos trabalhadores brasileiros, como a perda de direitos conquistados ao longo décadas e com muita luta.

O Sindicato dos Rodoviários do Maranhão se posiciona favorável a este mobilização e deverá recomendar a categoria que cruzem os braços a partir das 15 horas, interrompendo o sistema por três horas na grande São Luís. Os ônibus voltarão a circular na capital a partir das 18 horas.

O ponto alto dessa grande mobilização será um ato público, que reunirá as mais diversas classes envolvidas e que acontece nesta quinta-feira (22), com concentração a partir das 16 horas, na Praça Deodoro. A paralisação dos coletivos ocorrerá simultaneamente ao ato no centro da cidade.

“Os objetivos desse movimento são muito claros. Queremos sim, a retomada do crescimento econômico, priorizando a geração de empregos e distribuição de renda. Não podemos aceitar que o atual Governo Federal corte direitos dos trabalhadores. Não vamos permitir o aumento na jornada de trabalho, a redução de salários, muito menos, a implantação da terceirização no Brasil. Esperamos contar com o apoio dos Rodoviários e de toda a população de São Luís. Essa luta é de todos nós”, enfatiza Isaias Castelo Branco, presidente do Sindicato dos Rodoviários do Maranhão.