adriano-1-768x512

O deputado estadual Adriano Sarney (PV) reprovou, nesta terça-feira (20), a condução da política estadual de Educação, especificamente quanto à demissão de professores contratados e o consequente prejuízo aos alunos, principalmente estudantes que estão se preparando para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), que será aplicado em todo o país, nos dias 5 e 6 de novembro.

“Estão se aproximando as provas do ENEM e o governador Flávio Dino tem prejudicado o ensino no estado neste momento crítico. Tenho visitado diversos municípios e ouvido professores e alunos. Eles dizem enfaticamente que estão sendo prejudicados pela demissão de professores contratados. O governador, por outro lado, diz que vai fazer seletivo, que na realidade só serve para apadrinhados políticos. Por que ele não faz de fato o concurso público? Por que não dá o reajuste para os professores? Essas questões são muito simples de serem respondidas. É porque o governador vive de falsas promessas. Ele é um exímio propagandista e marqueteiro”, declarou o deputado.

Investimento extra Fundeb

Adriano destacou também informação distorcida do governo sobre a aplicação de recursos estaduais para complementar o FUNDEB (Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica), que nas mídias sociais Flávio Dino mostra gráficos e peças informativas para afirmar ter aplicado aproximadamente R$ 360 milhões, em 2015, e R$ 142 milhões, em 2016.

Segundo ele, embora a propaganda faça parecer excepcional empenho do governo Dino nesse aspecto, verifica-se que nos últimos anos da administração Roseana Sarney a complementação do FUNDEB chegou a mais de R$ 1 bilhão, ou seja, mais que o dobro da gestão atual.