Em entrevista concedida ao site Corpo & Estética o cirurgião-plástico Dr. Vinícius Russi explica que não existe relação direta entre o procedimento e a dificuldade em amamentar. Tire algumas dúvidas

Prótese de silicone interfere no processo de amamentação?

Dr. Vinícius: Existem duas formas em que as próteses mamárias podem ser colocadas. Uma delas, o implante é colocado por cima do músculo peitoral e a outra, abaixo deste. Em qualquer das duas formas o implante fica abaixo da glândula mamária, portanto não interfere na amamentação. Já os tipos de incisões podem interferir, visto que a incisão periareolar ( em volta da aréola) lesa os ductos que levam o leite até o bico do seio, podendo diminuir o seu fluxo.

É recomendável fazer o implante antes ou depois da amamentação?

Dr. Vinícius: Como as próteses mamárias não interferem na amamentação é indiferente colocar antes ou depois da gestação Caso o plano é ter uma gravidez em longo prazo, pode-se colocar o implante mamário e aproveitar os benefícios de uma mama com mais volume. Agora, se a mulher está planejando ter filho logo após a cirurgia, tem que se colocar na balança se vale a pena passar por um procedimento cirúrgico e aproveitar pouco tempo o resultado.

Mulheres que já possuem prótese, após a amamentação devem fazer algum procedimento de ajuste?

Dr. Vinícius: Isso vai depender de uma série de fatores, como aumento e perda de peso, amamentação e principalmente a genética da mulher. Algumas pacientes têm uma retração de pele e a mama volta ao normal. Outras ficam com uma flacidez de pele e alteração na posição do complexo aréolomamilar, nestes casos necessitam de um levantamento da mama e reposicionamento da aréola mastopexia).

Quanto à flacidez, comum neste processo, mulheres com prótese são mais afetadas?

Dr. Vinícius: Quanto maior a prótese, mais peso é exercido nos tecidos mamários e consequentemente maior a chance de queda da mama, mas claro, isto tudo depende dos fatores citados anteriormente.

Quais são as suas recomendações em relação a esta questão?

Dr. Vinícius: O mais importante neste processo todo é escutar a pessoa e entender os seus objetivos, com isso sou capaz de avaliar se existem condições técnicas para a realização do procedimento e do resultado final. Cada pessoa é única e a avaliação deve ser individual para cada uma, com isto teremos os resultados imaginados pelas pacientes. É sempre importante procurar um cirurgião plástico credenciado pelo Conselho Regional de Medicina e pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e seguir as suas recomendações para que tenha um bom resultado. (Agencia Estado)