iara-quaresma-rodrigues-neto-jefferson-portela-e1470155625641-940x540

A demora do governador Flávio Dino (PCdoB) em colocar na cadeia prefeitos e ex-prefeitos investigados por crime de agiotagem – senão os opositores de seus candidatos – pode ter relação direta com a eleição de aliados em outubro próximo. É o que aponta a presença eufórica do secretário de Segurança Pública do Maranhão, delegado Jefferson Portela, em convenção realizada no último fim de semana no município de Nina Rodrigues.

Filiado ao PCdoB, partido do governador do Maranhão, Portela declarou apoio ao candidato Raimundo Aguiar Rodrigues Neto, o Rodrigo da Iara, no último sábado 30, em evento que contou ainda com a presença dos sarneyzistas deputado federal Hildo Rocha (PMDB-MA) e o novo Superintendente Regional Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (CODEVASF), Jones Fortes Braga.

Rodrigues da Iara é filho da ex-prefeita rapineira e investigada por agiotagem Iara Quaresma do Vale Rodrigues, ambos do PDT.

Segundo documento oficial da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic) e pelo Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) do Ministério Público do Maranhão, a ex-prefeita (de azul na imagem em destaque, feliz da vida com o apoio do xerife ao filho) é uma das 41 investigadas – justamente pela pasta comandada por Portela – por envolvimento com a máfia da agiotagem comandada pelo agiota Gláucio Alencar, preso como um dos mandantes da execução do jornalista e blogueiro Décio Sá.

Apesar das investigações contra ela e todos os outros gestores e ex-gestores envolvidos no esquema já estarem concluídas desde 2013, estando todos já sujeitos à prisão imediata, segundo declarou o delegado-geral da Polícia Civil, Augusto Barros Neto, o titular da SSP era um dos mais entusiasmados com o candidato, abraçando sorridente os sarneyzistas e levantando os braços de Rodrigues da Iara em sinal de vitória, como mostram fotos compartilhadas e comemoradas nas redes sociais por aliados da ex-prefeita presa pela Polícia Federal por rapinagem.

Enquanto isso, o governador Flávio Dino segue jurando de pés juntos que o Palácio dos Leões não mais rugirão em favor da campanha deste ou daquele candidato. Alguém acredita? (Por Yure Almeida/Atual7)