O cunhado da apresentadora Ana Hickmann, Gustavo Henrique Bello Correa, foi denunciado pelo Ministério Público de Minas Gerais nesta quinta-feira (7) por homicídio doloso, que é quando há a intenção de matar. No dia 21 de maio ele atirou e matou Rodrigo Augusto de Pádua, de 30 anos, autor do atentado contra a apresentadora no Hotel Caesar Business, no Belvedere.

Para o promotor de Justiça Francisco de Assis Santiago, o cunhado de Hickmann se excedeu na legítima defesa. Ele também salientou que teve uma interpretação diferente da Polícia Civil, que pediu o arquivamento do inquérito. A denúncia foi apresentada oficialmente ao 2º Tribunal do Júri de Belo Horizonte.

Em resposta à reportagem, o marido da apresentadora, Alexandre Correa, disse que a denúncia é algo “estapafúrdio”. O advogado da família, Maurício Bemfica, reforçou que houve legítima defesa e deve se manifestar em breve.

Relembre

As investigações da Polícia Civil apontaram que Pádua, morador de Juiz de Fora, na Zona da Mata, era fanático por Ana. Ele se hospedou no hotel em que ela estava, rendeu Correa no elevador e o obrigou a levá-lo ao quarto da apresentadora, onde a ameaçou de morte e deu dois tiros em direção à cabeça dela, que acabaram atingindo a assessora, Giovana de Oliveira. Nesse momento, Correa, que é marido de Giovana, reagiu e lutou com Pádua até tomar a arma dele e disparar três vezes.