A aprovação do governo de Flávio Dino (PCdoB) caiu nos dois maiores colégios eleitorais do Estado: São Luís e Imperatriz. É o que revelam duas pesquisas realizadas pelo Instituto Escutec, uma delas, da capital, divulgada neste sábado pelo jornal O Estado do Maranhão, e a outra no final de maio. Os números mostram um quase empate entre as respostas para aprovação e desaprovação em ambas as cidades.

Em São Luís, a soma das notas ótima (4,4%) e boa (21,6%) é de 26%, enquanto a de ruim (18,3%) mais péssima (2,2%) é de 20,5%. Os que acham a administração do comunista regular (meia boca) são 44,6%. Quando a pergunta é mais direta, os que aprovam somam 48,1% e os que desaprovam 45,6%, ou seja, uma diferença de apenas 2,5%.

Em Imperatriz, a soma dos que consideram a administração estadual ótima (3,2%) e boa (17,8%) é de 21%, enquanto a dos acham ruim (18,3%) e péssima (2,2%) é de 20,5%, ou seja, uma diferença de menos de um ponto percentual. Os que acham o governo regular são 45,7%. Na pergunta direta, os que aprovam o governo são 50% enquanto os que desaprovam são 46,3%, ou seja, uma diferença de 3,7%

Vale destacar que São Luís e Imperatriz são as cidades que mais têm recebido investimentos do atual governo, principalmente em infraestrutura (Mais Asfalto), o que não tem contribuído para melhorar a imagem dos prefeitos, pois em São Luís, 54,7% reprovam a administração de Edivaldo Holanda Júnior (PDT), enquanto 40,9% desaprovam, enquanto em Imperatriz os números são mais dramáticos: 71,7% reprovam a administração de Sebastião Madeira (PSDB) e 27,5% aprovam.