O policial militar Túlio de Pádua Santos Ribeiro foi preso na noite de sexta-feira (25) após ser suspeito de aterrorizar uma família no município de Bacabal, a 240 km de São Luís.
Segundo informações da polícia, durante um patrulhamento de rotina uma equipe policial foi abordada por uma pessoa que alegou ter tido a sua residência invadida por três criminosos armados, usando máscaras e que estavam assustando os membros de sua família.
De acordo com os policiais, as vítimas contaram a polícia que sofreram tortura, agressões, ameaça de estupro e morte por aproximadamente duas horas, e que os criminosos procuravam o tempo todo por dinheiro. A PM fez buscas e abordagens nos arredores da casa e conseguiu prender um dos suspeitos.
Ao ser encaminhado para a delegacia foi constatado que o suspeito era um soldado da PM identificado como Túlio de Pádua que, inclusive, estava com a arma da corporação e várias cédulas no valor de R$ 100.
O soldado é lotado no 23º Batalhão da PM em São Mateus, a 180 km da capital. Ele foi encaminhado para o quartel do 15º Batalhão da PM em Bacabal, de onde foi transferido para São Luís. As polícias Civil e Militar estão à procura dos outros integrantes do grupo. A suspeita é de que eles também sejam policiais militares.
O soldado Túlio de Pádua Santos Ribeiro foi autuado por prática de roubo, ameaça, extorsão e ameaça de estupro. Segundo a PM além do processo criminal, que ele vai responder, está sendo aberto ainda um processo administrativo para apurar as circunstâncias do caso. (G1MA)