Dissidência do antigo Partido Comunista Brasileiro (PCB) criado em 25 de março de 1922, o Partido Comunista do Brasil (PCdoB) tem reivindicado o papel de verdadeiro herdeiro do comunismo centenário no Brasil.
Quer dizer, vinha reivindicando. Porque, nas eleições presidenciais de 2022 quando estará com 100 anos completos, o PCdoB já não deverá mais carregar o comunismo em seu nome ou seu ideário.
A cúpula do partido pretende discutir de maneira mais aberta, logo após as eleições municipais de outubro, a mudança no nome a sigla do PCdoB.
Não há um nome escolhido ainda. A ideia é que ele surja ao longo do processo de discussão nas diversas instâncias do partido. Mas já é consenso no comando partidário que as palavras “comunismo” e “comunista” devem ser evitadas.
Clique aqui e confira a matéria do jornalista Tales Faria na íntegra.