A Polícia Civil do Maranhão apresentou, nesta sexta-feira (4), um dos suspeitos de participação no assassinato de Luis Henrique de Melo Martins, motorista da Secretaria de Comunicação de Assuntos Políticos do Estado (Secap), ocorrido em setembro. Identificado como Wanderson dos Santos Silva, de 27 anos, o suspeito foi preso em sua residência, no bairro do São Francisco, em São Luís.
De acordo com as investigações, Wanderson Silva dirigia o veículo que deu apoio ao grupo criminoso durante o assassinato. A intenção dos bandidos era roubar o carro de Luis Henrique para praticar outros assaltos. Outros dois suspeitos estão sendo procurados pela polícia, que trabalha com a linha de investigação de latrocínio.
“Conseguimos identificar e qualificar todos, além de apreender o veículo utilizado para cometer o latrocínio. Chegamos até ele por conta de câmeras de segurança que existem nas proximidades de onde ocorreu o crime. Nós estamos com o mandado de prisão desses dois indivíduos, sendo que um deles efetivamente cometeu os disparos. Eles estão foragidos e nós estamos na busca para ver se a gente consegue efetuar essas prisões o mais rápido possível”, afirmou o delegado Felipe César Mendonça, da Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP), em entrevista à TV Mirante.
Sem antecedentes criminais, Wanderson dos Santos Silva foi encaminhado para o Centro de Triagem do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde ficará à disposição do Poder Judiciário.
Entenda o caso
O motorista Luis Henrique Melo de Matos, conhecido como “Louro”, de 62 anos, foi assassinado a tiros no dia 6 de setembro, no bairro do Calhau. A vítima era motorista do atual adjunto da Secretaria de Estado da Comunicação e Assuntos Políticos (Secap), Ednaldo Neves (PCdoB).
As primeiras informações policias apontam que Luis Henrique estava dentro de um carro, estacionado na rua dos Flamingos, no bairro do Calhau, em São Luís, quando foi abordado pelos assassinos. Quatro criminosos chegaram em um veículo Agile prata, de placa não identificada, e dois desceram do carro, sendo que um deles atirou no motorista. Luiz Henrique Melo levou quatro tiros na cabeça e morreu no local. (Do Imirante)