Os amantes dos foguetes terão encontro marcado em Santa Rita a partir da próxima quinta-feira (16). A cidade se transformará em um verdadeiro Núcleo Aeroespacial no Maranhão durante os dias 16 e 17 de maio, período em que será sede da 1ª Olimpíada Maranhense de Foguetes (Omafog). O evento, acontece na Fazenda Itograss, é realizado pelo Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema), em parceria com a Prefeitura de Santa Rita.
A ação tem como objetivo fomentar o interesse dos jovens pela astronomia, astronáutica e ciências afins, promovendo a difusão dos conhecimentos básicos de uma forma lúdica e interessante através do lançamento de foguetes.
A Olimpíada tem como público-alvo estudantes do ensino público e privado do Maranhão regularmente matriculados em uma instituição de ensino da educação básica. As equipes devem ser formadas por três alunos e um professor. Cada equipe vai precisar construir um foguete, seguindo as recomendações descritas no edital que está disponível no site iema.ma.gov.br/seletivo_omafog1.
De acordo com o reitor do Iema, Jhonatan Almada, a astronomia, astronáutica e física são conhecimentos muito importantes para que os alunos explorem outras áreas profissionais. “A participação de jovens em olimpíadas tem um impacto gigantesco na vida dos estudantes. Estamos abrindo um caminho novo na história recente da educação científica do Maranhão ao criarmos essa primeira olimpíada.
Esses conhecimentos são mobilizados em eventos como a Olimpíada de Foguetes. Nessas competições eles são estimulados a fazer um trabalho em equipe, a estudar os conteúdos e compreender o funcionamento de equipamentos direcionados à área, uma experiência que com a orientação dos professores permite obter bons resultados não só em competição, mas obterão conhecimentos para a vida”, afirmou.
Para o professor da unidade plena de Axixá, Walter Castro, a participação em olimpíadas do conhecimento melhora o rendimento acadêmico dos alunos. “Como educador, acredito que os estudantes acabam desenvolvendo diversas competências. Os estudantes acabam sendo exemplo para outros jovens, as conquistas impactam e motivam toda comunidade escolar”, contou.
Walter Castro destacou ainda como funcionará as etapas da competição. “Na competição, vamos trabalhar com quatro categorias, sendo três delas para o ensino fundamental maior e uma para o ensino médio”, explicou o professor.
Ao todo 200 participantes se inscreveram para competir divididos nas categorias em cada modalidade (A, 1, 2, 3 e 4). As equipes cujo lançamento alcançarem as maiores distâncias receberão medalhas, de acordo com a colocação, de ouro, prata e bronze, correspondendo, respectivamente, ao 1º, 2º e 3º lugares; além de certificado de participação. Os vencedores também serão selecionados para a Mostra Brasileira de Foguetes (Mobfog) que este ano acontece no Rio de Janeiro.
Portal MA+ no Facebook — Instagran  — Twitter WhatsApp 98434-6482