No governo, foi mais um dia cercado de dúvida quanto à condição de o ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodriguez, permanecer à frente da pasta. Durante todo o dia, fontes do MEC davam conta de que a queda do ministro ainda era uma possibilidade. Ele foi chamado no fim da tarde ao Palácio do Planalto, de onde saiu com salvo-conduto, ao menos temporário.
O titular da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, confirmou ao BR18 que ele permanece no cargo.
Vélez, que tem sido desautorizado e humilhado publicamente há semanas, foi às redes sociais comemorar a permanência e tentar descredenciar as informações da imprensa de que ainda corria riscos, alheio ao fato de que seu cargo já é objeto de negociação política para ampliar a base do governo no Congresso.  (Estadão/Vera Magalhães/BR 18)
Portal MA+ no Facebook — Instagran  — Twitter WhatsApp 98434-6482