Apesar do forte abalo sofrido com o fim dos canais Esporte Interativo, a Copa do Nordeste 2019 está com a sua realização, de fato, garantida. O sorteio da fase de grupos foi realizado nesta quinta (4), em Maceió. Pernambuco terá três representantes: Santa Cruz, Náutico e Salgueiro. E a novidade para o próximo ano é a mudança de regulamento. Ao invés de quatro chaves com quatro equipes, na temporada seguinte serão dois grupos com oito times cada, com os clubes enfrentando as agremiações do outro bloco, o que privilegia os clássicos estaduais e regionais. O Tricolor e o Carcará caíram no grupo A, enquanto o Timbu está no grupo B.
Na primeira fase, além de Santa Cruz e Salgueiro, o grupo A contará com Vitória, CRB, Sampaio Corrêa, Fortaleza, Sergipe e Altos/PI. Na outra chave, excetuando-se o Náutico, estão Bahia, Ceará, ABC, Confiança, Botafogo/PB, CSA e Moto Club/MA. Os quatro melhores de cada chave avançam às quartas de final da Copa do Nordeste. Nas quartas e nas semifinais, os confrontos serão decididos em apenas um jogo. Na final, diferentemente das etapas anteriores, o campeão será conhecido após duelos de ida e volta. De acordo com o diretor de competições da CBF, Manoel Flores, as alterações foram promovidas para valorizar o torneio.
“Todas as medidas de regulamento que são ajustados ao longo dos anos são feitas para agregar valor à competição, para que ela cresça. A CBF tem um carinho muito grande pela Copa do Nordeste e não mediremos esforços para que ela se fortaleça. Até mesmo clubes de outras regiões querem disputar (o Nordestão), por conta da força e da visibilidade”, avaliou Flores. “A expectativa é que tenhamos dois anos neste formato, isso é uma prerrogativa legal. não faria sentido mexer no regulamento e alterar logo na sequência. O objetivo que norteia a todos nós é trazer o torcedor para o jogo”, garantiu.
Para Edno Melo, presidente do Náutico, a mudança de regulamento só traz benefícios aos clubes. “Com a Copa do Nordeste reformulada teremos muito mais clássicos. E clássico é sinônimo de casa cheia. E agora teremos o (estádio) Aflitos reformado, modernizado, com gramado que não deixa nada a dever às arenas atuais”, pontuou. Constantino Júnior, presidente do Santa Cruz, endossa o discurso. “Não teremos a falta de dinâmica de termos que repetir os adversários (na primeira fase) como antes. Agora há a certeza de clássicos que motivam, que levam torcedores para o estádio”, opinou Tininho. (Por Fernando Barros)

Siga o MA+ no Facebook — Envie sua informação para o WhastApp (98) 98434-6482