Portaria da Central de Gerenciamento Ambiental Titara S/A – Foto: Julho2018 portal MA+
portal MA+
Toneladas de lixo vão cruzar Rosário, causando transtorno, doenças e mal cheiro a moradores

A Central de Gerenciamento Ambiental Titara S/A, situada no povoado Buenos Aires, no município de Rosário, conseguiu em pouco mais de um mês a realizar o seu primeiro despejo de resíduos sólidos vindo de municípios da região do Munim, que também englobam a região metropolitana de São Luís.
O primeiro município a ser habilitado foi o município de Morros, distante 25 de Rosário.  o transporte e disposição final do lixo gerado no município, é fruto de uma Ordem de Serviço realizado no dia 25 de julho na da empresa Titara.
Na ocasião, assinaram a Ordem de Serviço, prefeitos da região do munim e Paço do Lumiar. Com o avanço no recebimento de resíduos sólidos a Titara empresa que administra o aterro sanitário passa a fatura na casa das cifras de milhões com serviço prestado.
Transtorno  
Além da Central de Gerenciamento Ambiental Titara S/A forçar aos poucos a expulsão de moradores do povoado Buenos Aires, por conta do transporte dos resíduos, trafego de veículos pesados, forte odor e acidentes que tornaram frequentes na BR 135, a sociedade de rosariense vai contar com aumento frequente de veículos carregados de lixo, com livre trafegabilidade pelo centro de Rosário.
No inverno
O mais recente período chuvoso que chegou rigorosamente até o mês de junho, foi considerado o mais crítico durante os últimos anos para o município de Rosário, e pelo que indica, o próximo inverno que começa em meados do dezembro deve aumentar o raio de ‘fedentina’ já sentido em vários bairros de Rosário.
O aterro sanitário de instalado em Rosário está habilitado a receber resíduos (lixo) de onze municípios, que são: Municípios da Região Metropolitana, (Paço do Lumiar, Raposa e São José de Ribamar), São Luís, Morros, Bacabeira, Axixá, Presidente Juscelino, Cachoeira Grande, Icatu e Santa Rita.
Legislação
O Plano Nacional é claro quando destaca que todo e qualquer município deve tratar seus resíduos em suas localidades. Mesmo sem cumprir as exigências determinadas em 2010, os municípios evitam gastos e passam terceirizar os despejos, mandando para municípios vizinhos o lixo gerado em seus municípios.
De acordo com Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios de 2015 (PNAD), a cidade de Rosário está em conformidade com as exigências da Lei nº 12.305/2010, que trata da Política Nacional de Resíduos Sólidos, graças à existência da CTR Titara no município.

Siga o MA+ no Facebook — Envie sua informação para o WhastApp (98) 98434-6482