O Partido dos Trabalhadores oficializou nesta terça-feira (11), o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, como o candidato à Presidência pela sigla, no lugar do ex-presidente Luiz Inacio Lula da Silva. Como o esperado, a vice de Haddad será Manuela d”Ávila.
Dessa forma, o PT cumpre o prazo de 10 dias determinado pela justiça para substituir Lula cuja candidatura foi barrada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com base na Lei da Ficha Lima, por causa de sua condenação em segunda instância por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.
Participaram da reunião em um hotel no centro de Curitiba, além de Haddad, a presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR), a ex-presidente cassada Dilma Rousseff, o senador Lindbergh Farias (RJ) e o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, além de outros dirigentes petistas.
Após a reunião, a cúpula petista segue para a vigília pró-Lula montada em frente ao prédio da Superintendência da Polícia Federal, onde o ex-presidente está preso desde 7 de abril. No local, está sendo montada uma estrutura para o anúncio do futuro do PT nas eleições presidenciais.
O PT irá divulgar oficialmente às 15h (de Brasília), em um ato que terá uma coletiva com Haddad lendo uma carta de Lula ao povo brasileiro, na cidade de Curitiba. Antes do anúncio, Haddad deve se encontrar novamente com Lula. Pela manhã, ele já esteve com o ex-presidente.

Siga o MA+ no Facebook — Envie sua informação para o WhastApp (98) 98434-6482