O trabalho dos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) ganhou mais agilidade na Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro São Félix, em Balsas. Agora, eles contam com um tablet para a coleta de dados durante as visitas domiciliares. A entrega oficial e início do treinamento foram realizados nesta terça-feira (07).
A iniciativa faz parte do projeto de informatização do atendimento no Sistema Único de Saúde (SUS), que integrará todas as UBS, e será utilizado por médicos, dentistas, enfermeiros, agentes administrativos e ACS, envolvendo a marcação de consultas especializadas, agendamento de exames e procedimentos na rede própria e conveniada a Prefeitura, com horários marcados.
O trabalho do ACS constitui-se em visitar regularmente residências e fazer registros da população, em relação a documentos básicos para o acesso aos serviços de saúde e em relação aos possíveis problemas que possam ser identificados na residência.
Conforme o secretário municipal de saúde, Dr. Luís Flávio de Lima Coelho, o posto de saúde do São Félix foi reformado pela prefeitura para servir como modelo e teste de todas as inovações a serem implantadas pela secretaria municipal de saúde.
“Todo o sistema já está informatizado, com o agendamento de consultas e marcação de exames. O paciente já sai com hora marcada na central de marcação para autorizar; uma boa parte dos exames já é marcada aqui. O objetivo é que, em pouco tempo, sejam todos os exames e consultas marcadas e agendadas no posto, sem a necessidade de ir até a central de marcação. Já está em licitação a aquisição de um veículo para as equipes do Programa Saúde da Família fazerem os atendimentos domiciliares. E estamos treinando os ACS para tornar o sistema ainda mais eficiente. Hoje, todas as famílias do bairro São Felix estão cadastradas no sistema e têm a cobertura de um ACS. No sistema, também, vai constar atualizações, como a caderneta de vacinação e outros dados das famílias”, explicou.
Com o novo sistema, o ACS, ao visitar uma família, que ainda não esteja cadastrada no mesmo, poderá fazer o cadastro, preenchendo os dados direto no sistema que é interligado. “Quero enfatizar que o aparelho (Tablet) só serve para o trabalho do ACS, pois vem com um sistema operacional que não permite funcionar outro programa. Se alguém roubar, se o ACS quiser fazer uso para outro fim, não poderá utilizar. É semelhante ao aparelho utilizado pela CEMAR para medir o consumo e emitir a nota de luz; não tem outra utilidade a não ser aquela”, acrescentou Luís Flávio.
Ari Rogério Ferreira da Silva, agente comunitário de saúde, disse que aquisição desses equipamentos beneficiará muito a população, pois irá agilizar o trabalho do ACS que até então era feito de forma manual e burocrática. “Com essa tecnologia, teremos mais rapidez e qualidade no trabalho prestado, tornando mais célere o atendimento das UBS. A vantagem para o ACS é que, no sistema antigo, se trabalhava mais em casa, fazendo relatório, do que na rua, fazendo visitas. Agora, teremos uma agilidade, inclusive para agendar consultas, visitas domiciliares da equipe médica às famílias mais necessitadas”.
Com implantação desse sistema,todas as famílias nas áreas de atuação das equipes do Programa Saúde da Família terão a cobertura do ACS. O sistema de informatização será ampliado para as UBS dos bairros: São Luís, São Francisco, Açucena, Catumbi, São Caetano e Trizidela. Em seguida, todas as outras serão padronizadas com protocolos únicos e prática de excelência em atendimento a comunidade.

Siga o MA+ no Facebook — Envie sua informação para o WhastApp (98) 98434-6482