Ángel Romero completará a 200 jogos pelo Corinthians nesta quarta-feira, em Santiago, às 21h45 (de Brasília), quando entrar em campo no estádio Monumental para enfrentar o Colo-Colo, na primeira partida das oitavas de final da Taça Libertadores.
Opção no banco na edição de 2016, quando Tite o via como reserva de jogadores como Lucca e André, o paraguaio é hoje o principal nome no ataque corintiano na competição sul-americana. Afinal, nos últimos quatro jogos, o atacante marcou seis gols.
Com problemas para escalar o ataque por conta das lesões de seus homens de frente – primeiro Roger, já recuperado de entorse no tornozelo esquerdo, e depois Jonathas, com lesão muscular – o técnico Osmar Loss decidiu apostar numa equipe sem homem de área, com Romero por dentro.
Com gols contra Cruzeiro (dois), Vasco (três) e Chapecoense (um), o jogador se mostrou adaptado à nova função e virou solução. Contra o Atlético-PR, no último sábado, lamentou a quebra da sequência no empate sem gols.
Acostumei mal a torcida, mas é normal, agora estou jogando mais centralizado. Óbvio que eu também estou querendo fazer gols em todos os jogos, mas tento melhorar a cada dia. Não consegui contra o Atlético-PR, mas vou sempre trabalhar para conseguir isso – destacou.
Na Libertadores, Romero fez apenas um gol até aqui, diante do Deportivo Lara, da Venezuela, em lindo voleio na goleada por 7 a 2. Foi o terceiro gol dele na competição. Em 2016, marcou duas vezes na goleada por 6 a 0 contra o Cobresal, do Chile. Em 199 partidas, ele acumula 38 gols.

Siga o MA+ no Facebook — Envie sua informação para o WhastApp (98) 98434-6482