O ministro do STJ (Superior Tribunal de Justiça) Felix Fischer negou pedido de suspensão dos efeitos da condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva até o julgamento de 1 recurso pela 5ª Turma do Tribunal.
Lula foi condenado a 12 anos e 1 mês de prisão na Lava Jato em janeiro. Ele está preso desde 7 de abril. A defesa do petista apresentou recurso especial ao STJ pedindo que o presidente fosse colocado em liberdade até a Corte analisar o caso.
“Os recursos de natureza extraordinária, em regra, são desprovidos de efeito suspensivo, dependendo, para sua atribuição, de decisão judicial expressa nesse sentido, sendo que, em consequência, a sua mera interposição não impede a eficácia do decisum objurgado”, escreveu Fischer.

Siga o MA+ no Facebook — Envie sua informação para o WhastApp (98) 98434-6482